Love story ♥ Cap 1 .

Você não é nem a metade do que eu mereço.

Alguns dias depois que completei meus 15 anos, comecei a namorar um garoto por quem eu era apaixonada desde a 5° série ,o Fred, ele era simplesmente perfeito aos meus olhos, másculo e dizia que me amava todos os dias , o que era maravilhoso, quando começamos a namorar rolaram muitos  e muitos comentários na escola, uns até bem ofensivos, diziam até que eu só seria mais um rosto bonito na lista dele,mas eu estava apaixonada e já não me importava com que os outros pensavam sobre nós, ele sempre me dizia que se as pessoas falassem mal dele , seria por pura inveja do nosso amor e eu boba , sempre acreditei. Meus pais sabiam do nosso namoro , até aceitaram, ele era uma pessoa boa, mas mesmo assim minha mãe nunca foi muito com a cara dele , mas respeitava-o , como ele também a respeitava.
Ficamos juntos por muito tempo, as pessoas diziam que eu realmente havia o conquistado e o feito mudar, e eu me sentia cheia de orgulho por isso , quando completamos um ano de namoro, depois dele tanto me pedir,e por livre e espontânea pressão, eu me entreguei pra ele, foi sim minha primeira vez , mas não a dele… Depois de alguns dias, ele ficou mais romântico, me mandava flores, cartas, tele-mensagens,e então passamos a ter relações uma,duas ou até mais vezes durante um mês . Quando completamos um ano e dois meses de namoro, ele já não era o mesmo , inventava qualquer desculpa para não me ver. Quando chegou na segunda-feira tentei procura-lo na escola, para conversamos sobre o porque dele estar assim, e quando eu menos espero minha prima Tiffany me apunhala pelas costas, quando saia da escola a procura dele, lá estava eles dois aos beijos e amassos, cheguei perto e a única coisa que saiu de minha boca foi ” espero que eu não esteja interrompendo nada,só vim avisar que vocês dois morreram pra mim ” . Foi só o que consegui dizer, mais os meus olhos não conseguiram falar pouco como meus lábios, chorei durante dias e dias, já não queria fazer mais nada, nem sair, nem falar com ninguém, eu tinha me entregado para um cara , que nem se quer me amava de verdade, e tinha sido traída pela minha própria prima, que sabia absolutamente de tudo , eu o achava engraçado e lindo, e achava que minha prima fosse verdadeira e amiga, me enganei com os dois. Faltei o resto da semana, minha mãe entendeu.
Quando chegou na outra semana, decide parar de me trancar e voltar a viver, mas não foi tão fácil como imaginei, assim que cheguei na escola tentei ignorá-los ao máximo, eu realmente precisava do meu melhor amigo, mas ele estava em viajem com sua família, eu necessitava do abraço e dos conselhos dele, e ele só chegaria no dia seguinte.
Meu dia foi muito difícil, principalmente sem o Nick. A cada lugar que eu passava ouvia ou um comentário muito feio e maldoso, ou o som de vacas mugindo, ou seja, estão me chamando de corna. Eu e esses idiotas achávamos que eu tinha mudado o Fred, mas é só uma máscara, que enganou não só a mim, mas como todos os outros, depois de uma semana parei para pensar, ele não é nem a metade do que eu mereço, mas não é mesmo. Estou decidida a fazer igual ele, eu achava que ele era O mais importante, e para ele eu SÓ era, mas uma. Agora ele vai ver como eu sou o que ele sempre quis, e aí será muito tarde, pois ele já me perdeu.
O Nick que vai ficar feliz, nunca gostou dele, deveria ter ouvido meu melhor amigo, ele as vezes pode ser pior que meus pais, mas sei que ele sempre quer meu bem, como sinto falta dos abraços dele. Depois de andar o corredor inteiro parecendo que não tinha mas fim, cheguei na minha sala, atrasada, lógico. Bati na porta e logo a professora Martinn me deixou entrar, me sentei no meu lugar que era logo atrás da minha linda prima Tiffany, se ódio matasse, já teria voado no pescoço dela, o resto da aula foi insuportável, lógico era química, e eu não era nem um pouco boa. Fiquei voando nos meus pensamentos que nem percebi que já havia se passado 3 aulas, já era o intervalo. No intervalo nada de novo, mais e, mais apelidos ofensivos, mas nem ligo, continuei com a cabeça erguida. 
Chelsea estava vindo em minha direção, lógico que não ia deixar de me ofender, ela me odiava e eu podia dizer o mesmo. Ela passou esbarrando em mim, de propósito, com certeza.
– Ei, Chelsea, não está me vendo não?
– Não meu bem, por que teu chifre está maior que você – Disse dando uma risada sarcástica. E eu apenas olhei com cara de nojo e respondi seca e com ignorância:
– Pelo menos eu fui chifrada uma vez, se fosse pra fazer uma competição com certeza você estaria na minha frente, cada namorado seu um chifre, ou seja, se meu chifre me esconde, o que os teus faz com você? – Continuei a olhando com um sorriso nos lábios, me dando uma vitória, deixei ela lá com a maior cara de cu, e sai andando,voltei para sala, deu o sinal, fui pra casa e quase não vi Fred e Tiffany.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s